Re:Bit Re:Bit

Por Atualizado em 13/06/2016

IOS 10O grande destaque do iOS 10, que acaba de ser apresentado pela Apple nos EUA, é a assistente virtual Siri – que agora entra em ação sem que você precise pedir. Ela monitora as suas mensagens e emails, sugerindo informações de acordo com o contexto do que você está escrevendo (se você combinar de encontrar alguém num restaurante, por exemplo, ela já separa um mapinha com o endereço do local) e até esboçando respostas simples. Tudo usando um sistema de inteligência artificial chamado LSTM (long short-term memory), o mesmo empregado pelo Google Inbox – app do Google que sugere respostas para os e-mails que você recebe. Bem legal.

Mas o principal é que a Apple finalmente abriu a Siri, ou seja, os apps de terceiros poderão ser conectados a ela. Isso significa que, a médio prazo, será possível fazer tudo o que você faz em apps -como chamar um táxi, pedir uma pizza, reservar uma mesa de restaurante, etc- simplesmente pedindo para a Siri. Aumenta dramaticamente a utilidade dela, e é potencialmente revolucionário: pela primeira vez, qualquer app poderá ter acesso a uma plataforma de inteligência artificial. Isso faz do iOS 10 um upgrade muito atraente – provavelmente, o de maior impacto desde o iOS 7.

IOS NotificacoesA outra grande novidade do iOS 10 é uma página chamada Today, que você acessa deslizando a home page para a esquerda. É uma espécie de diário, uma lista com vários tipos de conteúdo que a Siri considera relevantes para você naquele dia, como compromissos, atualizações de notícias e esportes, mensagens, etc. Parece bem legal – e lembra bastante os cards do Google Now.

O app iMessage ganhou uma novidade divertidinha: se você escrever certas palavras (como “amor” ou “pizza”) e tocar duas vezes nelas, são automaticamente transformadas nos emojis correspondentes. Mas o principal é que ele será aberto a terceiros, ou seja, poderá ser conectado a outros apps – vai dar para pedir comida, chamar carro e transferir dinheiro para alguém, por exemplo, simplesmente digitando essas coisas no iMessage.

A versão beta do iOS 10 será liberada hoje para desenvolvedores.
A versão final, para todos os usuários, até setembro.

IWatchO evento também teve a apresentação do watchOS3, que tenta consertar dois pontos críticos do Apple Watch: velocidade e organização. Segundo a Apple, o novo sistema é 7x mais rápido. É preciso esperar para conferir na prática, mas a demonstração feita pela empresa pareceu convincente. O watchOS também passou por um redesenho profundo. As funções dos botões físicos mudaram, ficaram mais lógicas e consistentes (no watchOS antigo, às vezes eles trocavam de função de um app para o outro), e agora basta deslizar o dedo pela tela para navegar pelos apps, que aparecem numa lista horizontal simples de entender (muito melhor que a nuvem de bolinhas da versão anterior). Ficou mais fácil pular de um app para outro, ler notificações, voltar para a página inicial e trocar o mostrador do relógio – o que no sistema antigo era curiosamente difícil. O watchOS 3 é um salto notável. Ele não irá convencer multidões a comprar um Apple Watch. Mas tornará muito, muito mais fácil a vida de quem tem um. A versão beta será liberada hoje, e o lançamento oficial deverá acontecer até setembro.

 

Mac OSDepois de quinze anos, o OS X foi rebatizado: agora ele se chama macOS. E está ganhando nova versão, a macOS Sierra. Seu destaque é a Siri, que finalmente chega aos desktops e laptops. Ela entende pedidos elaborados, como “me mostre os arquivos do projeto X nos quais trabalhei semana passada”. Você também pode ditar mensagens. Outra novidade é o Auto Unlock, um recurso que destrava automaticamente o Mac, sem a necessidade de senha, assim que você se aproxima dele – com um Apple Watch no pulso. Não é nada revolucionário, mas ajuda. Na apresentação, não disseram se o Auto Unlock também funciona com iPhone, então é possível que não (e isso seja um jeito de estimular as vendas do Apple Watch). Por fim, o novo macOS tem um sistema que move arquivos antigos para a nuvem, para liberar espaço em disco. Isso poderá ser muito útil ou uma certa dor de cabeça – tudo vai depender de como virá configurado de fábrica.

A Apple também apresentou a nova versão do tvOS – o sistema operacional usado no AppleTV. Mais uma vez, a principal novidade está na assistente Siri, que agora também faz buscas no YouTube (além dos 650 mil filmes e programas de TV disponíveis na loja da Apple) e em canais ao vivo como ABC, CBS e ESPN, disponíveis para os usuários do AppleTV nos Estados Unidos. Outra melhoria é o “single sign-on”, que centraliza todos os logins do AppleTV – basta digitar uma senha mestra, uma única vez, para acessar todo o conteúdo a que você tem direito (não é mais necessário colocar as senhas, uma por uma, dos serviços que você assina).

Por Atualizado em 25/05/2016

Oi amigos, tudo bem? Chegou mais um Teste SUPER! Neste mês, ele é sobre: aspiradores-robô! São muito práticos, basta apertar um botão e eles fazem o resto: percorrem todos os cômodos varrendo e aspirando. Uma hora depois, a sua casa está limpa, e o robô volta sozinho para a base. Mas eles funcionam mesmo? Limpam bem? E qual é a melhor opção? Para descobrir, testamos quatro. Clique aí em cima para ver.

VEJA TAMBÉM:
Teste SUPER #12: Bikes elétricas
Teste SUPER #11: Música por streaming
Teste SUPER #10: Smartwatches
Teste SUPER #9: Fones de ouvido
Teste SUPER #8: Ar-condicionado portátil
Teste SUPER #7: Notebooks com Windows 10
Teste SUPER #6: Pizza congelada
Teste SUPER #5: Câmeras de ação
Teste SUPER #4: Fritadeiras sem óleo
Teste SUPER #3: Celular bom e barato
Teste SUPER #2: Caixas de som Bluetooth
Teste SUPER #1: Máquinas de café expresso

Por Atualizado em 18/05/2016

Screen Shot 2016-05-18 at 3.27.17 PMA plataforma se chama Daydream e foi o destaque do primeiro dia do Google I/O, evento que começou hoje em São Francisco, nos EUA. O Google anunciou parcerias com HBO, Ubisoft, NBA, New York Times e IMAX (aquela mesma, dos cinemas de tela gigante), que irão produzir vídeos e games para a Daydream. Alguns aplicativos do próprio Google ganharão versões adaptadas – caso do Maps, que permitirá navegar pelo Street View em realidade virtual.

Screen Shot 2016-05-18 at 3.24.11 PM

A plataforma também incluirá hardware: um capacete com lentes no qual você encaixará o seu celular – muito parecido com o Gear VR, da Samsung. A diferença é que, enquanto o Gear VR só é compatível com determinados modelos da Samsung, o capacete do Google deverá funcionar com grande parte dos smartphones Android.  O lançamento está previsto para o segundo semestre (preço não divulgado).

google allo

O Google também apresentou o Allo, seu novo app de mensagens instantâneas, que tem uma carta na manga: o Google Assistant, um assistente digital que sugere respostas para as mensagens que os seus amigos mandarem para você. Se o seu amigo enviar uma foto de formatura, por exemplo, ele sugere a resposta “Parabéns!”. O Assistant também tem entende perguntas simples e responde a elas (mais ou menos como a Siri, do iOS).

Como costuma acontecer, a próxima versão do Android também esteve presente no I/O. O Android N promete ser mais rápido e gastar menos bateria, e traz alguns aperfeiçoamentos de interface, como multitarefa real (dá para manter dois apps na tela ao mesmo tempo, o que pode ser útil em tablets ou celulares grandões). Ele será lançado até o fim do ano – mas uma versão beta, para quem tem celular da linha Nexus, já estará disponível para download hoje.

Por Atualizado em 16/05/2016

CarrosChina[1]O serviço se chama Didi Chuxing, e possui dimensões gigantescas – opera em 400 cidades chinesas e diz ter mais de 300 milhões de usuários, que fazem 11 milhões de corridas por dia. O investimento, de US$ 1 bilhão, é o primeiro grande movimento da Apple desde 2014, quando ela comprou -por US$ 3 bilhões- a fabricante de fones de ouvido Beats. (Atualmente, a Apple tem US$ 233 bilhões em caixa.)

A Apple passa a ser dona de parte do Didi e pode usar isso a seu favor (criando recursos ou descontos exclusivos para os usuários de iOS, por exemplo). É uma tentativa de revigorar as vendas da empresa na China, que caíram 26% no ano passado. O investimento também dá à empresa uma plataforma para testar carros robóticos, que ela pode estar desenvolvendo.

LEIA TAMBÉM:
– Como vivem os operários que fazem o iPhone 6
iCar: como poderá ser o carro da Apple
– (Re)Made in China

 

 

 

Por Atualizado em 02/05/2016

CraigWrightDesde que a moeda virtual bitcoin começou a circular na internet, em 2009, a identidade de seu criador permaneceu envolta em mistério – ele se identificava apenas por meio de um nome falso, Satoshi Nakamoto. Em 2014, a revista Newsweek disse ter desvendado o mistério, mas era furada (a matéria da revista não apresentava nenhuma prova de que o americano Dorian Prentice Nakamoto, suposto inventor do bitcoin, efetivamente o fosse).

Agora, o verdadeiro Satoshi apareceu. Ele se chama Craig Wright, é um empresário australiano, e provou ser o criador do bitcoin – forneceu uma assinatura digital que foi usada por Nakamoto na primeira operação da moeda virtual, em 2009. A revelação foi feita à BBC, que verificou a autenticidade da prova.

A polícia australiana já suspeitava que Wright fosse o criador do Bitcoin, tanto que conduziu uma ação de busca e apreensão na casa dele em dezembro de 2015. Segundo as autoridades locais, Wright está envolvido numa ação de sonegação fiscal. O grande atrativo do bitcoin é ser uma moeda anônima, que pode circular virtualmente pela internet sem que seus detentores sejam identificados – ou paguem impostos.

LEIA TAMBÉM:
Bitcoin: a moeda que vale mais do que dinheiro
Bitcoin, o dinheiro do futuro
A máquina de fazer dinheiro